Sexo e as Negas e as denúncias de racismo

Por conta da série "Sexo e as Negas" de Miguel Falabella, que nem estreou ainda, a Secretária Especial da Promoção da Igualdade Racial (Seppir) já recebeu sete denúncias de racismo contra a Rede Globo.

Segundo divulgado no UOL, na quarta-feira, dia 10, o órgão federal autuou a Rede Globo e solicitou mais informações sobre o conteúdo da trama.
Carlos Alberto de Souza e Silva Júnior, titular do órgão disse ao UOL que a ouvidoria da Igualdade Racial vê com estranheza qualquer tipo de manifestação que reproduza estereótipos racistas, machistas, que se alicerce na sexualidade das mulheres negras. Já Miguel Falabella se pronunciou nas redes sociais: "Como é que se tem a pachorra de falar de preconceito, quando pré-julgam e formam imediatamente um conceito rancoroso sobre algo que sequer viram? 'Sexo e as Negas' não tem nada de preconceito. Fala da luta de quatro mulheres que sonham, que buscam um amor ideal. Elas podiam ser médicas e morar em Ipanema, mas não é esse meu universo na essência, como autor".

O poder interpretativo das pessoas faz com que dependendo do repertório de cada individuo, cada assunto seja tratado de maneiras distintas, neste contexto, brincadeiras tornam-se agressões e uma mera expressão torna-se ofensa. Falta somente um pouco mais de bom senso e atenção para não confundir tudo que está ao redor com agressão.
COMPARTILHAR:

+1

0 Response to " Sexo e as Negas e as denúncias de racismo "

Leia também

Arquivo do blog

Total de visualizações

Follow by Email