TV: Comunicação ou dinheiro?


Não é segredo para ninguém que espaços de televisão são vendidos aos montes para igrejas das mais diversas, e também não é nenhum segredo que acaba sendo um negócio lucrativo para a empresa. Porém, parece que as grandes cabeças que estão nos topos destas emissoras esqueceram o principal intuito das empresas que eles dirigem: entreter e informar, ou apenas comunicar!
A contrapartida de muitas, o SBT não tem nenhum horário vinculado a qualquer igreja, ao passo que a TV Globo, transmite pequenos depoimentos de lideres de diversas religiões de maneira justa e igual para todas etnias.
Quanto as demais emissoras, em determinados horários ao trocarmos de canal, a briga pela audiência, ou simplismente a disputa para ver quem conquista mais fiéis, parece ser entre Igreja da Graça, da Glória ou da Esperança Divina em Santa Clara.
Brincadeiras a parte, Igreja da Esperança Divina em Santa Clara é só um trocadilho com Santa Clara, padroeira da televisão que deveria olhar mais para seu afilhado que está sendo de certa forma violado de maneira um tanto quanto erronia.
Que deterinados horários das grades de programação sejam vendidos para empresas de vendas por telefone e igrejas tudo bem, o que está fora de controle é que deveria ter uma regra limitando esse tipo de negócio, para que ai, a empresa consiga de maneira efetiva cumprir sua missão como televisão: comunicar!

COMPARTILHAR:

+1

0 Response to " TV: Comunicação ou dinheiro? "

Leia também

Arquivo do blog

Total de visualizações

Follow by Email